Balestra e/ou Besta: A arma usada no The Walking Dead.

Você sabe o que é uma Balestra? Esse armamento é muito conhecido em filmes de guerras medievais e ficção científica. Quem não se lembra do memorável filme “Van Helsing”, ou a série recente mundialmente conhecida “The Walking Dead”.

A Balestra não faz sucesso somente nas telonas, ela é muito utilizada também em competições e na caça esportiva. Nesse artigo você vai conhecer um pouco sobre a história da Balestra e suas principais características.

O que é uma Balestra?

Balestra ou besta, é uma arma de aparência semelhante a uma espingarda e o arco e flecha, ela contém um arco acoplado. Depois de acionado o gatilho, esse arco lança a munição, conhecido como seta, semelhante as flechas tradicionais, porém mais curtas.

A História da Balestra

Este artefato já é conhecido a muito tempo. Não se sabe ao certo
seu local de origem, o que sabemos é que foi muito usado por muitos povos antigos. Os primeiros povos que temos conhecimento que usavam Balestra eram os chineses, eles desenvolveram armas semelhantes em um período anterior a era cristã. Restos de bronze de bestas foram encontrados na China em sítios arqueológicos que remontam ao século V a.C.

O Famoso estrategista chinês Sun Tzu do livro a Arte da Guerra já tinha conhecimento dessa arma. Portanto, a data das primeiras aparições desta armas estão sujeitas a muitas controvérsias.

Na Idade Média, as Besta se espalharam por toda Europa, muitos combatentes a usavam. Nos exércitos europeus, os Besteiros ocupavam uma posição central em formações de batalha. Era comum eles atacarem antes dos avanços dos cavaleiros e em contra-ataques para proteger a infantaria.

Durante o Segundo Concílio de Latrão, uma reunião de bispos realizado pelo Papa Inocêncio II em abril de de 1139, foi emitido um comunicado de ordem a qual foi proibido o uso de bestas entre adversários cristãos, entretanto o uso foi restrito apenas aos “infiéis”, mas tais ordens foram ignoradas pelo Rei Ricardo Coração de Leão que foi um dos adeptos ao uso de balestras em batalhas. Em 1199 foi morto devido a um ferimento causado por uma seta de besta.

Mais tarde as besta foram substituídas por armas de fogo, mesmo ainda sendo menos eficientes no momento da recarga e menor precisão que as bestas.

Principais Características e Tipos

As Balestra mais antigas são formadas por um arco, e as lâminas são apoiadas num suporte de madeira, coronha, e apoio para flecha. Nos modelos atuais sua coronha é confeccionada em polímero de alta densidade, e soleira de borracha, assim tornando a balestra mais confortável no momento do disparo. Além disso alguns modelos possuem mira com fibra ótica e trilho para a colocação de lunetas e red dots.

Existem atualmente dois tipos de balestras, as Compostas e as Recurvas:

Balestra Recurva – É um modelo mais leve e silencioso, proporciona maior precisão comparada com as compostas, além disso o custo de manutenção é menor. No entanto, é necessário um esforço maior para engatilhar.

Balestra Composta – Esse modelo é mais compacto do que a recurvas, exige menor força de gatilho para o disparo, por ser utilizado um sistema de alavancas e roldanas. No entanto, seu custo de manutenção é maior.

Cuidados Necessários, Manutenção e Prevenção de Uso!

Assim como os componentes de uma arma de Tiro Esportivo ou Airsoft, os componentes de uma balestra também sofrem desgastes.

A corda é um dos componentes que mais sofrem desgastes, já que está sempre sofrendo muita tensão e atrito. É comum a necessidade recorrente da troca da peça. Por isso recomendamos ter cordas extras disponíveis para sua reposição.

Para a proteção das cordas é necessário também o uso de uma cera especifica de balestra, afim de diminuir o atrito contra a corda, desse modo é possível aumentar sua vida útil.

ATENÇÃO, evite o conhecido “TIRO SECO” tiro sem munição, se isso acontecer os componentes de sua balestra podem ser seriamente danificados.

Antes de adquirir sua balestra fique atento a força de sua puxada, pois é medido em libras e podem sofrer variações de 50lbs a 250lbs, dependendo de alguns modelos.

Como são Realizadas as Competições de Balestra?

Os Campeonatos de Tiro Esportivo com Balestra é organizado e controlado pela Federação Brasileira de Arco Balestra, orgão filiado ao World Crossbow Shooting Association (WCSA).

A prática é parecida com a do tiro esportivo com arco e flecha. As principais modalidades são indoor, com alvos pequenos e de menores distâncias, e o outdoor com alvos maiores e mais distantes.

O que é preciso para comprar uma Balestra e a Regulamentação no Brasil

Atualmente não temos uma regulamentação específica para a utilização de Balestra e Bestas no país. Mas existe um projeto de lei que ainda está transição, publicado no dia 7 de junho 2016, para controlar a venda de armas que disparam flechas, e permitida para maiores de 18 anos, com a apresentação de documento pessoal e comprovante de residência.

Apesar do Brasil ainda não ter uma regulamentação específica, sua venda não é indicada para menores de idade. Dependendo da tecnologia do equipamento, a flecha pode atingir 400 km/h, dessa forma é necessário ter muito cuidado e treinamento ao utilizá-la.

O uso da Balestra deve ser destinado apenas para finalidades esportivas, competições ou caça esportiva em locais apropriados.

Pessoal esperamos que tenham gostado desse artigo. Deixe nos comentários dúvidas e sugestões. É muito importante para nós saber a opinião de vocês!

Obrigado e até a próxima.

Comentários

  1. Tenho uma destas de 170 Lbs, excelente, mas fica um problema o peso para armar, mesmo com sistema de cordas para armar, fica uma sugestão pra Dispropil, já procurei por estas bandas e nada, achei fora em site estrangeiros, carretilhas, elas são acopladas a balestra e através de manivela e armada a balestra, sem esforço. Fica a sugestão!!!!

  2. Tenho uma Barnett Recruit Terrain, composta, extremamente potente. Excelente!!
    Vai uma sugestão a DISPROPIL: Que tenta em seus estoques cordas para reposição de balestras Recurvas e Compostas; pois nós que as usamos temos certa dificuldade em encontrar estas cordas.

    1. Fala Amigo Doracélio! Tudo bem?

      Então problema é que não achamos pra comprar, poucos fornecedores de peça de reposição, vendem as balestras mas não tem peças 🙁

      Mas valeu o toque! Vamos procurar mais fornecedores!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *