Quando trocar a mola de pressão da carabina?

Salve atirador! Tudo beleza? Uma das dúvidas mais frequentes dos atiradores quando estão começando no Tiro Esportivo e compra sua primeira carabina a mola spring é: Quando devo trocar a mola?

Comprar uma Carabina de Pressão por ação mola helicoidal possui suas vantagens e desvantagens em relação a outros tipos de ação de outras Carabinas de Pressão. Uma das maiores vantagens desse tipo de Carabina é que a maioria dos modelos existentes são de baixo custo, assim para quem quer algo barato, acaba recorrendo a esse tipo de espingarda de pressão.

Em si, o uso de mola helicoidal possui relativamente uma desvantagem quando ao uso de mola Gás Ram (Caso você não saiba o que é Gás Ram, clique aqui), porém existem diversos atiradores no mundo que ainda prefiram usar somente mola helicoidal em suas carabinas.

Caso você tenha dúvidas em quando você deverá trocar a mola (Lembre-se que este artigo é válido para carabinas de mola helicoidal), fique tranquilo que iremos te ajudar em alguns pontos, que são eles:

1º. Quando a carabina perde a sua força

A velocidade de tiro de uma carabina depende de muitos fatores da carabina, mas principalmente do seu tipo de ação. Ao comprar uma Carabina de Pressão você com toda certeza irá verificar diversos fatores, incluindo a sua velocidade de tiro.

Durante os primeiros disparos da carabina, como sua mola ainda está nova, a velocidade de tiro poderá ser até maior do que informado pelo fabricante. O processo de compressão de mola a cada tiro faz com que a mola perca sua força durante seu uso, isso se remete a uma lei da Física sobre a Constante Elástica de uma mola na qual explica que a mesma perde a sua elasticidade, podendo chegar a sua ruptura.

E quanto tiros a mola a aguenta? Não há uma lei ou um número específico para isso, a quantidade pode variar de acordo com o material da mola e de acordo com prevenções que o atirador faz em sua carabina, mas em média é de 5 mil tiros, ou seja, quanto mais tiros a carabina der, menor será a força da mola.

Mas atenção, há um ponto muito importante que pode fazer também com que a mola perca a força da carabina, que é a sua Bucha de PU. A grosso modo, a função da bucha é “arrastar” o ar da câmara até o chumbinho fazendo com que ela seja ejetada para fora da carabina. Antes de realizar a troca da mola, verifique também se será necessário a troca da bucha de sua carabina.

Portanto, se a sua carabina perdeu a força e o problema não for a sua bucha e a mesma já estiver com pelo menos realizado 5 mil disparos há um tempo, você já poderá realizar a troca da mola para a carabina voltar a sua força original.

2. Quando sua carabina perde precisão

Este ponto seria basicamente um complemente do item anterior quanto a troca da mola de pressão da sua carabina. A perca de força de uma carabina influência diretamente na sua precisão de tiro, mas algumas pessoas poderão dizer: “Mas quanto menor a força, maior a sua precisão.” Sim, tecnicamente a frase não está errada, mas se sua carabina começa a perder muita força, a tendência é perder muita precisão, já que ela fará o trajeto de “raiamento” do cano de forma mais lenta.

Mas há também um ponto de atenção neste item quanto a perca de precisão da sua carabina, a mesma poderá também sofrer alteração na precisão caso ela esteja com sua alça de mira e massa de mira desalinhada, o cano esteja torto ou principalmente a falta de limpeza do cano de sua carabina (caso você não saiba fazer a limpeza da sua carabina, clique aqui).

3. Quando sua carabina atinge 5 mil disparos

Seja a mola helicoidal da sua carabina for feita de aço ou aço inox, a física para elas são as mesmas, ou seja, quanto maior seu uso maior será perca de elasticidade da mola.

Existem diversos pontos que fazem com você previna sua carabina de trocar a mola muito cedo, que é JAMAIS DEIXAR SUA CARABINA ENGATILHADA. Deixar ela por muito tempo “armada” faz com que a mola perca a elasticidade de forma muitíssima acelerada.

Portanto, se você tem uma boa prevenção com sua carabina e a mesma atinge pelo menos o 5 mil disparos, fique de olho se ela começar a perder sua força e precisão e se sim, você poderá já efetuar a troca da mola helicoidal da sua carabina.

4. Moleza ao engatilhar sua carabina

Com o uso de sua carabina e a mola perdendo sua elasticidade, a cada vez que você vai atirar, o processo de engatilhar fica ainda mais fácil se comparado ela no inicio.

Portanto, ao verificar que ao engatilhar sua carabina e a mesma se torna muito leve nesse procedimento, volte ao item 1 e 2 e você verificará que a mesma começou a perder sua força e precisão.

Devo comprar uma mola original? Mola do tipo aço ou aço inoxidável?

Dependendo do modelo de sua carabina, ao comprar uma nova mola helicoidal, você poderá se deparar que a mesma não possui mais a venda sua mola original, apenas uma “secundária”. Quanto a isso, não há problema, apenas verifique se a marca da mola é de confiança. A prevenção quem fará é você.

As diferenças da mola de aço e de aço inoxidável é apenas uma: a inoxidável não enferruja. A física da Constante Elástica será a mesma para as duas.

Bom, este foi o nosso artigo de hoje! Agora você já sabe quando você deverá fazer a troca da mola helicoidal de sua carabina de pressão.

Conta aí para nós, você já teve que trocar alguma vez a mola helicoidal da sua espingarda?

Compre aqui na Dispropil sua Carabina de Pressão! Clique aqui e veja nossa diversidade de modelos!

Um grande abraço e até o próximo artigo!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *